10.10.07

Revolução pela metade



Já aviso: ainda não consegui ouvir o novo álbum do Radiohead.

Não foi por falta de esforço. Recebi uma senha, a senha travou. Tentei novamente, o site deu pau. Resultado: apelei para o velho companheiro Soulseek. Sem culpas, já que gastei uma graninha (bem pouca, mas uma graninha) no disco. Depois digo o que achei dele (quem tiver testado a novidade e quiser contribuir, a caixa de comentários está aí para isso mesmo).

Junto com a Pitchfork, tomei um banho de água fria ao descobrir que a versão digital de In Rainbows tem a qualidade (sofrível) de 160kbps. Ou seja: se você, fã ardoroso, decidiu pagar R$ 100 pelo álbum, ganhou de presente uma versão que vai soar estourada se você decidir plugar o iPod no som do seu quarto. Entendeu a picaretagem?

Ok, ok, disco do Radiohead é disco do Radiohead e provavelmente correríamos atrás dele mesmo se a qualidade do som fosse de 60kbps. Somos loucos. Somos trouxas. Somos loucos e trouxas ao mesmo tempo.

Só uma coisa: se todos os fãs da banda decidirem fazer um protesto virtual, será que eles soltam uma versão de 192kbps do álbum?

Ou vamos ter que esperar até dezembro para captar as sutilezas do projeto? Mundo cruel, banda esperta.

3 comentários:

samuel disse...

Que disco!

daniel pilon disse...

olha, to gostando do que tou ouvindo, mas mais do que isso, estou me sentindo como há uns 8 anos atrás quando corria para a loja comprar o disco de uma banda que gostasse muito. aquela coisa de lançamento de verdade, sabe. mesmo sendo um download e sendo mp3. muito boa a sensação.

Tiago Superoito disse...

Ainda vou ouvir... Mas já tô com ele aqui.